NINJA DOS PONTOS

19 de Março de 2018 |
Ponto Lover

Souvenirs de viagem: Trazendo um pedaço das férias de volta para casa

Compartilhar


Quem ama viajar sabe que é quase uma obrigação trazer de volta algo do destino visitado, como forma de recordar para sempre os momentos singulares vividos.

Os fotógrafos e #PontoLovers Lufe, do vlog Life by Lufe, e Alê, do blog Viver a Viagem não são diferentes. Cidadãos do mundo, os dois decoraram suas casas com souvenirs coletados durante suas viagens.

Espalhados pelo mundo

Cada souvenir traz memórias e ajuda a contar uma história singular.

O México é um país que costuma ser lembrado ao lado de estampas florais e muitas cores, e não é diferente quando o assunto em pauta são os souvenirs locais.

Já a Nova Zelândia é mais conhecida por sua natureza exuberante e seus animais extravagantes. As lembranças de lá, como o dinossauro e o veado-vermelho, ajudam a marcar essas memórias.

Confira mais souvenirs diferentes do mundo inteiro, coletados por Lufe e Alê, abaixo:

África do Sul e Marrocos

Na África do Sul, Lufe e Alê viveram aventuras inesquecíveis: Fizeram safári a pé, exploraram Joanesburgo e a Cidade do Cabo e deram um pulinho no famoso Cabo da Boa Esperança.

Do país, os dois trouxeram de volta uma lanterna caseira, feita com um jarro de geléia e um painel solar, que tem duração de 10 horas e luz de LED.

Mapa do Marrocos e Lanterna da África do Sul.

A dupla também visitou o Marrocos e trouxe de lá algo que foi muito útil durante a aventura pelo deserto: um mapa.

“Este mapa surrado e cheio de história ganhei do motorista que nos conduziu por grande parte do deserto marroquino. Adoro trazer mapas dos destinos que visito.”

Coleção de chás do Lufe e do Alê.

Chás

Chás são uma bebida popular por todo o mundo e Lufe e Alê sempre tentam trazer sabores diferentes, de todos os lugares que visitam.

Essa é uma boa forma de continuar experimentando os sabores exóticos dos lugares que eles visitam.

Na foto, eles registam chás inglês, chinês, japonês e sul-africano.

 

Rússia

A matriosca é um símbolo da Rússia e é um souvenir obrigatório para quem visita o maior país do mundo, segundo Lufe e Alê.

Sobre o significado da boneca, eles explicam: “Ao pé da letra quer dizer pequena matrona ou matroninha. Há bonecas com pintura rebuscada e muitas outras matrioscas dentro.”

Buda da Tailândia.

Tailândia

Da Tailândia, Lufe e Alê trouxeram um Buda tradicional do país. “Funciona como um amuleto para canalizar boas energias,” explicam.

Também quer viajar para a Rússia e para a Tailândia?

Quem voa com pontos Multiplus voa com a LATAM Airlines e também com companhias que fazem parte da aliança oneworld. São diversos voos, para o mundo todo

Florianópolis

Em Florianópolis, Lufe e Alê adquiriram um peão feito à mão na Oficina do Aprendiz.

Esse local é uma loja de brinquedos e oficina de madeira que é tradicional da cidade.

O local permite que o visitante brinque e aprenda a jogar os jogos, além de ver como cada pecinha é feita.

Peão feito em Florianópolis.

“Fiquei encantado com a loja e o dono me convidou para conhecer a oficina onde toda mágica acontecia. Pegou um toco de madeira e ligou o torno. Diante dos meus olhos vi nascer um peão.”

Livros de alguns destinos visitados por Lufe e Alê.

Livros

Lufe e Alê adoram comprar livros que oferecem explicações adicionais sobre os aspectos, culturais, o idioma e a arte dos lugares que visitam.

Outra coisa que eles adoram são guias de viagem com foco nos nativos e na gastronomia local.

“Nada melhor que adquirir in loco.”

São Paulo

Moradores de São Paulo, os dois compraram algo que os lembra da cidade: uma folha seca, bordada pela artista Clarice Borian (@clariceborian).

Para eles, essa é uma “linda lembrança de São Paulo”.

Você não precisa viajar para longe para ter um souvenir. Algo que o lembre de sua cidade natal já pode garantir uma decoração bem legal para sua casa.

Folha da artista Clarice Borian.

3 em 1

Souvenirs de lugares diferentes também se misturam na decoração, criando um verdadeiro ambiente global com lembranças do Japão, do Bixiga e, ainda mais especial, fotos feita por eles mesmo.

Do Japão, eles trouxeram a Yukata, uma roupa de algodão tradicional japonesa usada costumeiramente em dias quentes e tingida com índigo japonês.

A segunda é um porta-retrato comprado na feira de antiguidades do Bixiga, em São Paulo. A terceira é ainda mais especial: a própria foto feita no Japão.

#VaiComMultiplus

Gostou de ver um pouquinho das tantas memórias de viagem acumuladas pelo Lufe e pelo Alê?

Você também pode viajar o mundo e acumular diversos souvenirs, sem colocar a mão no bolso  e trazer de cada canto uma lembrança.

Troque seus pontos Multiplus por passagens aéreas e desbrave o mundo inteiro.