NINJA DOS PONTOS

18 de agosto de 2017 |
Ponto Lover

Viagem para Marrocos: medina, camelos, Saara e o povo

Compartilhar


O Marrocos é um destino fascinante. Pertinho da Europa, mas parte da África, lá é possível mergulhar na cultura árabe, conhecer o Deserto do Saara e até ser pedida em casamento.

O país é lindo e muito buscado por brasileiros, como as #PontoLovers Camila e Miriam, que usaram seus pontos Multiplus para cruzar o Atlântico até Marrakech.

Miriam e a incrível vista de Ouarzazate, no Marrocos.

O caminho

Chegar no Marrocos é fácil. É só voar LATAM Airlines. E, se você for participante Multiplus como a Camila, não precisa nem colocar a mão no bolso para resgatar sua passagem aérea.

“Desde criança vejo meu pai viajando com pontos e, ao atingir a adolescência, comecei a aprender sobre milhas. Depois de adulta fui analisando como as milhas funcionavam e hoje crio metas anuais de acúmulo de pontos. Eu me dedico como se fosse um trabalho. O pagamento são viagens. É o melhor emprego do mundo!”.

“Já fui para os Estados Unidos, já pequei voos nacionais, voo dos EUA para o Canadá, só para o  Canadá, e uma das viagens mais legais foi São Paulo-Lisboa-Roma-Istambul, só com pontos. Fiquei mochilando pela Europa e depois comprei um voo de volta avulso”.

Camila acumula pontos usando cartão de crédito, abastecendo no Km de Vantagens e, como toda Ninja dos Pontos, ficando ligada nas promoções da Multiplus. 

Miriam não fica atrás e só voa LATAM Airlines, para acumular muitos pontos Multiplus. Siga esse exemplo e viaje mais!

Em Marrakech

Marrakech é uma das principais cidades do Marrocos e concentra passeios imperdíveis.

“Visitei a Praça Jemma-el-Fna, centro da Medina de Marrakech. À noite, ela ferve. Mistura encantadores de serpentes, artesanato, comida, shows, nativos e turistas. Os souks – mercados antigos – também são perfeitos para negociar e receber propostas de casamento em troca de camelos, mesmo estando acompanhada”, contou Camila.

Camila e o amigo na Praça Jemma-el-Fna.

O Jardim Majorelle é parada obrigatória, assim como o Museu Berber. “Também me perdi pelas ruas da medina. Curti muito os telhados dos riads – residências tradicionais sem teto, onde o telhado é uma área de lazer”.

Miriam, no Deserto do Saara.

Uma noite no deserto

Miriam também conheceu Marrakech e suas atrações, mas o destaque da viagem, para ela, foi a visita até a região de Merzouga, para conhecer o Deserto do Sahara.

“Andar de dromedário pelas dunas do Sahara e dormir uma noite no deserto foi uma das experiências mais fascinantes que já vivenciei”.

Dicas

O povo marroquino também conquistou as brasileiras com sua hospitalidade, cultura e honestidade. As duas voltaram do Marrocos apaixonadas pelo país e cheias de dicas para quem também quer ir para lá!

Mente aberta

O movimento de Marrakesh.

“O Marrocos é sujo, não tem sinais de trânsito, cada um dirige para onde quiser, mas é maravilhoso ao mesmo tempo. O povo é tão rico culturalmente. E o país é muito seguro. Eles são tão honestos. E muito hospitaleiros”, explicou Camila.

Barganhe

Preciosidades nos mercados de Marrakesh.

#PontoLover adora uma economia e vai amar fazer compras nos souks. Camila conta como foi a sua experiência: “O comércio é uma diversão. Amei negociar com os vendedores! Não me esqueço de um colar, cujo preço inicial era 120 dirhams. No final, levei dois por 30 dirhams”.

Como um local

A agitada vida local.

“Hospede-se num riad, ande a pé, use lenço no cabelo, vá a Jemaa-el-fna todos os dias em horários distintos, perca-se nas ruas históricas”, aconselhou Camila.

Mergulhar na vida local é um ótimo jeito de viver a viagem de um jeito único. O melhor é que você pode se hospedar numa casa tradicional marroquina pelo Airbnb e juntar pontos!

Sabores

As especiarias marroquinas.

A comida marroquina é deliciosa. Miriam recomenda pratos tradicionais como o cuscuz marroquino e tagine. E Camila faz questão de indicar o tradicional chá de hortelã fervente. Não dá para voltar de lá sem experimentar.

Escala na Europa

E para quem quer aproveitar ainda mais a viagem e os pontos, vale a pena reservar alguns dias na ida ou na volta para passear por Lisboa, Madri e até Paris.

Faça seu cadastro na Multiplus para viajar o mundo todo sem colocar a mão no bolso!

Você acumula pontos de várias maneiras e depois é só trocar por passagens aéreas. #VaiCommultiplus

A Praça Jemma-el-Fna, em Marrakesh.