Viagem para Rio de Janeiro e Grécia com pontos LATAM Pass

Rafael se sente em casa no Rio de Janeiro ou em Atenas. Inspire-se nessa aventura!

Viagem para Rio de Janeiro e Grécia com pontos LATAM Pass

Alguns viajantes se sentem à vontade em qualquer lugar do mundo. Rafael Coutinho é assim! Só precisa do passaporte, uma mala e pontos LATAM Pass para embarcar em aventuras que o levam de volta para casa em qualquer porto que desembarca.

Acompanhe a aventura dele pelas ruas do Rio de Janeiro e da Grécia! Você também vai se sentir em casa!

Brincadeira séria

Rafael sempre juntou pontos e milhas em suas viagem com a LATAM Airlines e companhias parceiras, mas sem se preocupar com quantos pontos estava acumulando.

Quando não informava seu número LATAM Pass na compra do bilhete, apresentava no check-in, garantido que os pontos iriam para sua conta. Até que notou que tinha pontos suficientes para fazer uma viagem nacional com a mãe e “a brincadeira começou a ficar divertida”.

Menino do Rio

Rafael e mãe embarcaram para o Rio de Janeiro e viveram uma experiência realmente maravilhosa na cidade.

“Apesar de ter sido por poucos dias, pude rever gente que não via há algum tempo, além de visitar lugares que estavam registrados na minha infância. Voltar à Quinta da Boa Vista me fez viajar no tempo. Foi uma viagem a uma outra época, menos agitada, com gostinho de pipoca e inocência.”

A Quinta Boa Vista é um dos maiores e mais bonitos parques municipais do Rio de Janeiro. Fica no bairro de São Cristóvão e abriga um jardim zoológico e palácio onde morou a família real portuguesa e hoje funciona como Museu Nacional. Os jardins e lagos transportam os visitantes para outros tempos.

Quinta da Boa Vista
Endereço: Avenida Pedro II, s/n – São Cristóvão – Rio de Janeiro
Horário: das 9h às 17h

“Depois de viajar, conhecer outros lugares no mundo, foi muito bom pisar em um lugar com gostinho de raiz, de infância”.

Grécia

Se o Rio foi maravilhoso, a Grécia foi divina. 

“Sempre fui muito curioso quando se falava na Grécia. Pelo sobrenome [Dionísio], pelas origens…Senti-me em casa! Cada ida a um museu ou sítio arqueológico me transportava a uma época diferente e completava as historinhas que sempre li. Foi como pegar um quebra-cabeça e montar. Foi sentir a História, fazer conexão entre o físico e o imaterial.”

Sabor de infância

“Nos momentos dedicados a alimentação, novamente me senti em casa! Cada jantar, principalmente, transportava-me uma recordação de casa. Eles utilizam bastante o feijão em sua culinária. Uma noite, em um restaurante bacana de Atenas, comi uma entrada que um dos elementos era o feijão branco com o olhinho preto. Um dos preferidos da minha família materna.”

O tal “feijão branco com o olhinho preto” é feijão fradinho. A culinária grega usa e abusa de leguminosas, feijões, vagem, grão de bico, lentilha e companhia.

Fazendo amigos

Além de momentos, Rafael juntou muitos amigos na viagem: “Conhecemos uma modelo que já havia morado em Milão e nos alugou seu apartamento, um lugar que carregava em si toda a paixão que ela tinha pela moda e arquitetura. Em Delphi conhecemos um garçom que era o dono do restaurante. Sempre sorridente e solícito nos ofereceu uma ótima sobremesa.”

“E, em Olympia, conhecemos um italiano fantástico que fez questão de indicar um bom restaurante e dar ótimas dicas que nos serviram durante toda nossa viagem.”

Já imaginou as experiências e amizades incríveis que você pode fazer quando viaja?

Como aproveitar a viagem ao máximo

Quer viajar usando pontos LATAM Pass e viver uma experiência como essa? Confira as dicas de Rafael!

  1. Pesquise
    Conheça minimamente a história dos locais para onde vai viajar.
  2. Além das fotos
    Tem tanta coisa maravilhosa em torno que é impossível registrar tudo. Fora que as sensações que ficam são as melhores, não existe imagem capaz de descrever… Pense sempre na quantidade de vida que existe!
  3. Seja curioso
    Viajar é curiosidade! É enxergar além. É trazer alguma coisa, mas também deixar. É aquela simpatia, aquele aperto de mão, o olhar, mas também é o respeito ao outro, as suas tradições, a limpeza, a ordem e principalmente a importância que aquele aparelho tem, que não é apenas turístico ou estético, mas é principalmente de pertencimento, de uma cultura, uma história. Saber dizer sempre obrigado no idioma de quem nos faz uma gentileza.
  4. Abra-se
    Coma coisas que você não conhece. Às vezes a surpresa vem em um rótulo desconhecido ou em um sabor ainda não degustado. Eu gosto de repetir pratos que comi em viagens. Tento reproduzir em casa, na minha cozinha, os sabores que descobri pelo mundo.

Grécia ou Rio Janeiro?

Independente do destino, com o LATAM Pass você chega lá!