Ronchi dei Legionari

Ronchi dei Legionari, um dos principais portos italianos

Com pouco mais de 10 mil habitantes, essa cidadezinha tem poucas opções culturais, mas muita tradição italiana

Ronchi dei Legionari é uma comuna italiana com poucos habitantes. Hoje é uma cidade moderna, dominada pela atividade portuária. Da era romana, restaram ruínas de um teatro, um arco e vestígios de uma basílica onde funcionava o tribunal.

Próxima à ela está Trieste, uma cidade mais conhecida e bem disputada no território europeu.  Uma cidade de interior, ideal para quem quer relaxar e se sentir local, Ronchi dei Legionari é o destino perfeito para casais aproveitarem os passeios de mãos dadas pelas ruas simpáticas e toda tranquilidade que a cidade proporciona.

O modo de acesso mais fácil é pelo Aeroporto de Trieste (TRS-Friuli Venezia Giulia).

Onde Ficar
Onde Comer

Osteria Al Tempo Perso Di Barbara Godina

Via Giuseppe Verdi, 57, Ronchi dei Legionari, Itália +39 0481 779685

Aberto há mais de 60 anos, é um destino para quem aprecia uma boa culinária típica, sem perder as tradições e a qualidade. Com um ambiente familiar amigável, o restaurante é especializado em carne e peixe e possui excelente atendimento.

Saiba Mais

Bacer Delicatessen

Via Roma, 86, Ronchi dei Legionari, Itália +39 339 265 1272

Fundada em 1995 em um salão histórico da cidade, hoje é uma pequena casa de madeira dividida em várias salas para recriar um clima rústico. Eles trocam o cardápio no verão e no inverno e servem sempre carnes e peixes, além de uma carta de cervejas especiais incríveis.

Villa del Contado

Via Gabriele d’Annunzio, 51, Ronchi dei Legionari, Itália +39 0481 778698

Um dos mais populares restaurantes da cidade foi reinaugurado recentemente e deixou os moradores da cidade e a imprensa local muito contentes. Ele é ponto de referência para quem procura uma refeição à base de peixe ou quer saborear uma pizza. O restaurante está em uma mansão renascentista rodeado por um grande e luxuoso jardim. Vale a visita.

Onde Ir

Tenuta di Blasig

Fundado em 1788, inicialmente a ideia era vender os vinhos de Veneza a Viena. Em 1818, Domenico Blasig construiu a atual adega e a Villa que são usados até hoje. O local tem 18 hectares de vinhedos em cinco áreas diferentes, todas essas estão a poucos quilômetros da vinícola. Umas das mais antigas vinícolas, com oito gerações, a Tenuta di Blasig produz vinhos dos vinhedos do Vale do Isonzo. Em 1989, a atual geração da família assumiu as operações e está atualmente adquirindo o maior mercado do mundo nos Estados Unidos.

Antiquario de Ronchi dei Legionari

Um pequeno museu que tem como objetivo a valorização cultural do território, ligando-o às suas raízes históricas. O local visa promover um conhecimento abrangente da história da cidade. Criado para guardar os achados arqueológicos, descobertos por acaso em 1987, o antiquário é um polo importante para proteção desse tipo de acervo da cidade e dos territórios próximos, que não possuem museus com esse intuito.

Museu Villa Vicentini

Com o objetivo de valorizar e promover a cultura da região e os estudos e pesquisas históricas, este recinto oferece serviços como a biblioteca territorial, uma biblioteca com áreas de especialização, ecomuseu e biblioteca de fotos e centro de documentação fotográfica.

Dica Extra

Igreja di Santo Stefano Protomartire

A Igreja di Santo Stefano Protomartire foi restaurada após os danos do terremoto de 1976. Em seu interior, datado do século 16, nota-se, dentre tantas belezas, pinturas antigas, um salão e dois pequenos fragmentos de afresco na parede esquerda que são as exposições mais antigas do local.

O que levar

A Itália é incrível no verão. O tempo quente convida o visitante a andar pelos lugares e absorver tudo que o país tem a oferecer. Roupas leves, coloridas e tênis para caminhadas são itens que não podem faltar na mala.

Protetor solar

Roupas leves

Vestido para jantar à noite

Casaco leve para a noite

Dicas de quem #VaiComMultiplus

Dicas:
Curtidas:
Classificação:
Preço:

Mais destinos pra você