Manágua

Desfrute dos roteiros especiais no coração da Nicarágua

Manágua encanta pela história de superação, do moderno que sobrepõe o antigo

Andar pelas ruas calmas de Manágua dá a impressão de estarmos passeando por alguma cidade interiorana. A capital da Nicarágua reúne circuito turístico interessante, a começar pelo centro histórico, lugar que abriga beleza arquitetônica de importantes monumentos, além de igrejas, porto com o melhor da gastronomia local e internacional, teatros, catedrais, parques de vida selvagem e bares que garantem noites mais agitadas.

Serena cidade de um povo caloroso, Manágua pode ser visitada em menos de uma semana e incluí-la em no roteiro de viagem pode lhe trazer agradáveis surpresas. Lembrando que o município é atendido pelo Aeroporto Augusto C. Sandino (MGA).

Vista de cima, Manágua impressiona pelo contraste de cores, em especial, o verde das copas das árvores. Há alguns anos, os moradores foram presenteados com o símbolo que se tornou cartão-postal do município. Trata-se da Árvore da Vida, imensas esculturas de metal erguidas ao lado da estátua do herói nacional de Nicarágua, Augusto César Sandino.

As árvores se espalharam rapidamente pela cidade, ganhando cor e centenas de luzes que cintilam à noite. O trabalho tornou-se símbolo da gestão do presidente José Daniel Ortega, que teve como inspiração a obra do artista austríaco Gustav Klimt.

De estilo neoclássico e tendência Art Déco, um dos pontos mais visitados de Manágua é o Palácio da Cultura. Construído na década de 1930, o local permaneceu durante anos como sede do Congresso Nacional. O que muitos desconhecem é a história por trás do imponente prédio.

Manágua surpreende quem a visita pelo cenário contraditório do estilo neoclássico e moderno. Em 1972, a cidade foi praticamente destruída com outro terremoto, além da guerra civil dos anos 1980. Superados os obstáculos, hoje os cidadãos colhem os frutos de uma capital com bom desenvolvimento econômico.

Um dos mercados mais expressivos de Nicarágua é o Mercado Oriental, um dos maiores ao ar livre da América Central, com lojas de luxo comandadas por árabes e turcos até comerciantes menores com carrinhos de rua.

Onde Ficar
Featured Image
Featured Image

Crowne Plaza Managua

101 Octava Calle Sur Oeste
Featured Image
Featured Image

Hotel Globales Camino Real Managua

Km 9.5 Carretera Norte
Featured Image
Featured Image

Holiday Inn Managua - Convention Center

Plaza Holiday Inn Juan Pablo II
Onde Comer

Quesillos El Pipe

Km 12.5 Carretera a Masaya, Manágua, Nicarágua +505 2293-7937

É impossível ir para a Nicarágua e não provar os típicos quesillos. Segundo muitos locais e turistas, o El Pipe é um dos melhores restaurantes nessa especialidade. As tortillas são feitas com uma receita própria, o que agrega ainda mais valor e sabor ao prato.

Los Ranchos

Bo Altagracia km 3 1/2 carretera sur | Montoya 3c al Oe, Manágua, Nicarágua +505 2266 0527

O Los Ranchos é um restaurante de comida latina e centro-americana, mais conhecido pela qualidade de seu churrasco e aclamado pelos pratos com frutos do mar. O ambiente é ótimo para refeições em grupos ou em família.

Don Candido

Los Robles antiguo Chaman 75vs al Sur Nicaragua, Manágua, Nicarágua +505 2277-2485

Para os amantes de carne, o Don Candido é o lugar perfeito. São servidos pratos com carne de qualidade, considerada a melhor carne bovina de Nicarágua, com variedade de corte e bons acompanhamentos. O restaurante conta com diversos ambientes, o principal deles é um salão grande com piano, também tem salas fechadas para grupos, além da área do bar com sofás, que faz você se sentir em casa.

Saiba Mais
Onde Ir
Parque Nacional Volcán Masaya, Manágua.
Parque Nacional Volcán Masaya, Manágua.

Parque Nacional Volcán Masaya

Masaya, Nicarágua

O parque cobre uma área de 54 km² e inclui dois vulcões e três crateras. Os vulcões já entraram em erupção diversas vezes, temidos pelos indígenas nativos e pelos espanhóis colonizadores. Foi assim que ganhou o apelido de La Boca del Infierno e uma cruz foi colocada em uma de suas crateras no século 16, La Cruz de Bobadilla (nomeada em homenagem ao padre Francisco Bobadilla), como forma de abençoar o local. Hoje, a área é habitada por diversas espécies de animais, incluindo coiotes, macacos, iguanas, veados e guaxinins. As trilhas podem ser fechadas se alguma atividade vulcânica perigosa for detectada. Quando liberada, é possível dirigir até o topo ou pedir um táxi. Para escalar, é preciso ter experiência e estar em boas condições físicas, pois o caminho é bem íngreme.

Plaza de la Revolución, Manágua.
Plaza de la Revolución, Manágua.

Plaza de la Revolución

2 Av Suroeste, Manágua, Nicarágua

Manágua, das ruínas do antigo Gran Hotel, e a Antiga Catedral que, apesar de ter acesso proibido por causa de seu estágio frágil e risco de segmentação, ainda merece uma visita por sua grandiosidade e belíssima arquitetura. Também pode ser encontrado um monumento em homenagem ao Rubén Darío, grande poeta do país, e o Teatro Nacional, onde turistas e locais prestigiam shows, peças e algumas exposições. A área é envolta por um parque, e o espaço é bastante agradável para passar um tempo com a família em qualquer horário.

Museo Nacional de Nicaragua “Diocleciano Chaves”.
Museo Nacional de Nicaragua “Diocleciano Chaves”.

Museo Nacional de Nicaragua “Diocleciano Chaves”

4 Calle Noreste, Manágua, Nicarágua

O museu tem como missão proteger, restaurar, conservar e promover patrimônios do país, com fins educativos e de lazer. É formado por 14 salas de exposição que contemplam desde riquezas naturais a esculturas até artefatos artesanais da cultura nacional. Funciona desde 1997 dentro do Palacio Nacional de la Cultura, no centro histórico de Manágua.

O que levar

Para viajar a Manágua, independentemente da época do ano, tenha sempre na mala:

Boné

Garrafa de água

Protetor solar

Óculos de sol

Roupas frescas

Tênis confortável

Dicas de quem #VaiComMultiplus

Dicas:
Curtidas:
Classificação:
Preço:

Mais destinos pra você