Conheça Milão além da moda

Vai viajar para Milão? Aproveite a nossa seleção de passeios para além das galerias de grifes famosas

Conheça Milão além da moda

Segunda maior cidade da Itália, Milão é conhecida por ser capital mundial de moda e design. A capital da região da Lombardia é uma das cidades mais famosas do mundo, e mistura, por seus meandros, toda a tradição de uma região constituída há mais de um milênio com a modernidade e influência de uma megalópole onde estão sediadas as grifes mais famosas do globo.

É muito provável que, ao falarmos sobre turismo em Milão, logo se pense em luxo e compras pela fama pomposa da cidade. No entanto, passear por lá é uma experiência que vai além do “Quadrilátero da Moda” (onde estão as galerias com as lojas de marcas como Prada, Armani, Fiorucci, Versace, entre outras) e do Duomo di Milano, a famosa e imponente catedral gótica localizada no centro da cidade. Cada centímetro das ruas desta província carrega consigo uma história, um costume tipicamente milanês, uma relíquia histórica.

Por essas e outras preparamos algumas sugestões sobre o que fazer em Milão e ter uma verdadeira experiência alla milanese:

Gastronomia

É praticamente impossível falarmos sobre Itália sem mencionar as delícias da gastronomia do país, que é bem variada dentro de cada região da Bota. Mais ainda quando falamos da cidade onde surgiram iguarias como o panetone, o queijo gorgonzola e o famoso bife, como já diz o próprio nome, “à milanesa” (a cotoletta, no bom e velho italiano)!  

Diferente de algumas outras partes do país, a culinária milanesa e do norte da Itália em geral não se baseia tanto na massa e no tomate, e sim no arroz e na carne (bovina ou suína, principalmente). Um dos pratos mais famosos da região pode ser o risoto à milanesa (caprichado no açafrão) acompanhado de um suculento ossobuco. Outra pedida pode ser o tipicamente italiano sanduíche tramezzini do restaurante Trame’.

Já para aqueles interessados em alta gastronomia, Milão é recheada de restaurantes estrelados – são 19 estabelecimentos com a condecoração do famoso Guia Michelin, como o Dal Pescatore, o Il Luogo di Aimo i Nadia e o Seta.

Nos arredores do Duomo também há uma portinha modesta que oferece um dos pratos mais típicos de Milão: o panzerotto, servido na padaria Luini. Apesar de ser original da região de Puglia, a iguaria – que é um pouco similar ao pastel e ao calzone – é vendida em Milão há quase setenta anos, sempre na mesma casa, onde não é possível comer em mesas, só enfrentar uma pequena fila, pegar e sair comendo pelas ruas. Uma verdadeira tradição entre os locais!

São inúmeras as opções gastronômicas em Milão. Não deixe de experimentar!

Ao ar livre

Para quem gosta de apreciar as paisagens diurnas, Milão também é um ótimo destino. A cidade conta com famosos parques com vistas literalmente monumentais. Do parque Sempione, por exemplo, é possível admirar o Castelo Sforzesco, erguido durante a Idade Média, e também o Arco della Pace (um “mini Arco do Triunfo”), construção que data da época de Napoleão Bonaparte. No Sempione ainda há o Aquário Cívico e a Torre Branca, de onde é possível ter uma vista privilegiada da cidade. Boa notícia: no parque, o Wi-Fi é liberado!

O Giardini Pubblici di Porta Venezia é menos frequentado por turistas. Foi o primeiro parque público da cidade. É lá onde estão o Museu de História Natural e o Planetário de Milão. Além destas atrações, o Porta Venezia é uma boa pedida para os pequenos: o playground é nada menos que um parque de diversões com carrossel e carrinho de bate-bate.

Apesar de não ser uma cidade muito “verde”, Milão tem uma grande quantidade de parques e jardins, gramados que se estendem por fora de seus castelos e catedrais ou até mesmo permeando suas construções, como é o caso do horto botânico de Brera. Antigamente um colégio de Jesuítas, esse tesouro escondido dentro do complexo do Brera Palace é um jardim de aproximadamente 5.000 metros quadrados que abriga diversas espécies diferentes, que servem como material de estudo. Além do jardim botânico há um observatório astronômico, uma galeria de arte e uma biblioteca.

Uma dica: todas estas sugestões de passeio ao ar livre ficarão muito mais deliciosas acompanhadas de um tradicionalíssimo gelato italiano.

Vida noturna

Pouca gente sabe, mas, diferentemente do que estamos acostumados, o happy hour comum em Milão (conhecido como aperitivo) não só é regado a bebidas como também conta com um buffet muito bem servido de comidas!

Os bairros mais famosos pela sua atividade noturna são Brera e Navigli, uma área ladeada por canais onde é possível apreciar um negroni ou uma bela taça de vinho com comidinhas enquanto se admira a água. Nada mal como um programa após um dia inteiro de trabalho (ou de passeio), não é mesmo?

Arquitetura e história

Milão é uma cidade milenar que já foi considerada o epicentro a efervescência cultural italiana. Não à toa, possui uma enorme quantidade de museus – de arte clássica, moderna ou futurista – que podem ser visitados e não necessariamente são grandes conhecidos dos turistas.  

A Pinacoteca de Brera, por exemplo, abriga uma enorme coleção de artes plásticas que datam do século XIII ao século XIX, com obras de artistas como Caravaggio, Raffaello, Bellini, e muito mais. Ainda há a Pinacoteca Ambrosiana, o Museu 900, o Museu da Ciência e Tecnologia de da Vinci e vários outros!

As catedrais milanesas também são inúmeras. Além do Duomo, podemos listar a de San Bernardino alle Ossa, a de San Maurizio e a Basílica San Lorenzo.

Duas outras atrações imperdíveis na cidade também são a visitação ao afresco da “Última Ceia”, obra de da Vinci na catedral de Santa Maria della Passione, e a La Scala Opera, uma das maiores casas de ópera do mundo.

Realize com o LATAM Pass

Para aproveitar tudo que Milão oferece e muito mais, aproveite seus pontos LATAM Pass para resgatar suas passagens e buon viaggio!