DICAS DE VIAGEM

Bate e volta: o que fazer em um fim de semana em Curitiba

Tem um final de semana livre para viajar por qualquer lugar do Brasil? Vá para Curitiba!

A capital paranaense é cheia de atrações e opções gastronômicas que podem ser desfrutadas em um final de semana.

Confira nosso roteiro para aproveitar um final de semana em Curitiba!

O olho do Museu Oscar Niemeyer. Tem que ver!
O olho do Museu Oscar Niemeyer. Tem que ver!

Sábado - manhã - Museu Oscar Niemeyer

A sua primeira parada em Curitiba será no Museu Oscar Niemeyer (MON), também conhecido como “Museu do Olho”. O local foi projetado pelo célebre arquiteto brasileiro e inaugurado em 1968.

O MON possui em seu acervo obras de Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Andy Warhol, Tomie Ohtake e Caribé.

O museu ainda conta com um “Pátio das Esculturas” e com peças de design e decoração.

As pessoas normalmente ficam cerca de duas horas no local – tempo suficiente para conhecer bem as obras e tirar fotos incríveis da arquitetura inovadora do local.

Museu Oscar Niemeyer

R. Mal. Hermes, 999 – Centro Cívico, Curitiba

Almoço no Morretes

Ficou com fome depois de ver tanta arte?

Para saciar a vontade de comer, vá até o Restaurante Morretes, localizado a apenas 10 minutos de caminhada do Museu Oscar Niemeyer. O prato mais famoso da casa é o Barreado.

Esse prato típico de Curitiba e do litoral paranaense é composto por diferentes tipos de carne bovina temperados com alho, cebola, louro, toucinho, cominho e pimenta do reino, cozidos em uma panela de barro até desmanchar.

Depois de várias horas no fogo, a carne é misturada à farinha de mandioca e servida com arroz e banana da terra fatiada. Delícia!

Restaurante Morretes

R. Euzébio da Motta, 783 – Juvevê, Curitiba – PR

Não é à toa que a estufa do Jardim Botânico virou cartão postal de Curitiba.
Não é à toa que a estufa do Jardim Botânico virou cartão postal de Curitiba.

Sábado - tarde - Jardim Botânico de Curitiba

A tarde de sábado é dedicada ao Jardim Botânico, um dos principais cartões-postais de Curitiba, localizado a apenas 5 km do Restaurante Morretes.

Gigantesco, o Jardim Botânico de Curitiba tem 245 mil m² .

A area engloba além de plantas, diferentes ambientes e espaços, como o Palácio de Cristal.

A estrutura icônica de Curitiba é feita em ferro e vidro. Em seu interior, estão abrigadas plantas, árvores e flores de florestas tropicais, que merecem ser visitadas.

Aproveite para tirar fotos no local e explorar uma das melhores áreas verdes do Brasil.

Jardim Botânico de Curitiba

R. Engo. Ostoja Roguski – Jardim Botânico

Jantar - Restaurante Manu

Para quem não dispensa uma aventura gastronômica, a noite de sábado vai ser uma das melhores da viagem.

Para curtir um dos melhores restaurantes de Curitiba, vá até o Bairro Batel, que concentra opções de restaurantes ótimas. É lá que fica o Restaurante Manu comandado pela chef premiada Manoella Buffara.

A casa tem um cardápio singular e serve um menu-degustação inspirado na história da chef. Ele se apoia em pilares como “Campo”, “Mar” e “Horta” e os pratos ajudam a contar a trajetória da chef.

Para aproveitar a casa, é preciso fazer reservas antecipadamente.

Restaurante Manu

Alameda Dom Pedro II, 317 – Batel

Sábado - noite - Avenida Batel

Para encerrar sua noite curitibana, vá até a Avenida Batel para aproveitar a vida noturna da cidade.

A Avenida Batel é repleta de baladas e tem opções perfeitas para agradar a todos os bolsos e gostos.

São lugares como a Shed, que conta com música ao vivo de cantores de diversos gêneros, o Taj Bar, com inspiração indiana, o Txapella, um bar de tapas e comida espanhola, entre muitas outras opções.

Encante-se com os detalhes neogóticos da Catedral de Curitiba.
Encante-se com os detalhes neogóticos da Catedral de Curitiba.

Domingo - manhã - Centro Histórico

O segundo dia do seu bate-volta em Curitiba é no Centro Histórico da cidade.

Comece seu passeio pela Praça Tiradentes, que abriga a Catedral de Curitiba e é um importante ponto de encontro local.

 

De lá, caminhe até o Memorial de Curitiba, um centro de artes e exposições, que fica em um edifício moderno e com um terraço excelente para observar a cidade de cima.

Ainda no Centro Histórico, aproveite a Casa Romário Martins, que tem arquitetura colonial portuguesa e abriga uma exposição que conta a história da cidade.

Para tirar fotos incríveis, vá até o Relógio das Flores. Todo feito com plantas, ele foi doado à cidade em 1972, por um grupo de joalheiros. As flores são trocadas de tempos em tempos, para que o relógio sempre fique bonito para os visitantes de Curitiba.

Feche o seu tour do Centro Histórico de Curitiba na Feirinha do Largo da Ordem, que é uma atividade tradicional da cidade, perfeita para quem quer comprar objetos artesanais e tradicionais de Curitiba, enquanto escuta músicos de rua e vê apresentações espontâneas de teatro. Ela só acontece aos domingos, das 09h às 14h.

Se a fome apertar durante a Feira, aproveite para fazer um lanchinho e saborear pierogis em uma das barracas de comida.

Tradicionais em Curitiba, os pierogis são um tipo de pastel polonês feito com uma massa à base de batata, recheados com ricota ou chucrute e servidos acompanhados de molho de champignon ou calabresa.

Centro Histórico de Curitiba

Praça Tiradentes

Memorial de Curitiba

R. Dr. Claudino dos Santos, 79 – São Francisco, Curitiba

Casa Romário Martins

L, R. Cel. Enéas, 40 – São Francisco, Curitiba

Relógio das Flores

Praça Garibaldi

O Eisbein, joelho de porco.
O Eisbein,  joelho de porco.

Almoço no Bar do Alemão

Já que a manhã foi toda dedicada à história, nada melhor do que almoçar em um lugar que só existe por conta dos imigrantes alemães que imigraram para o sul do país: o Bar do Alemão.

O Bar  está localizado no centro histórico da cidade.

Ele fica bem ao lado da Feira do Largo da Ordem, e é perfeito para quem quer almoçar em um dos restaurantes mais tradicionais de Curitiba.

Quem visita a casa pode saborear pratos como a Carne de Onça, feito à base de carne (bovina!) moída crua, acompanhada de cebolas, limão e temperos, servida em uma torrada crocante.

O Bar do Alemão ainda serve Eisbein, o joelho de porco, e a Bratwurst, a salsicha branca, além de muitos outros pratos tradicionais do país germânico.

Bar do Alemão

Rua Dr. Claudino dos Santos, 63

O Castelinho do Parque Tanguá, em Curitiba.
O Castelinho do Parque Tanguá, em Curitiba.

Domingo - tarde - Parque Tanguá e Ópera de Arame

Depois de toda essa comilança, chegou a hora de fazer um passeio mais tranquilo para recarregar as energias.

Para fazer isso como um verdadeiro curitibano, vá até o Parque Tanguá, a cerca de 5 km do Centro Histórico da cidade.

O Parque Tanguá costumava ser uma pedreira que foi desativada. Hoje ele é um refúgio de verde procurado pelos curitibanos que querem relaxar. O local é dividido em parte superior e parte inferior.

Na parte de cima do parque há o castelinho, uma estrutura arquitetônica em estilo moderno, que serve como cenário para ensaios fotográficos. O local, chamado Jardim Poty Lazzarotto, ainda tem um lindo espelho d’água acompanhado de jardins em estilo francês.

A parte inferior do Parque Tanguá é perfeita para quem quer fazer uma trilha e caminhada. Os percursos oferecidos nesse parque contam com uma casacata e um túnel de pedra, além de margearem um bonito lago.

A Ópera de Arame de Curitiba impressiona pela beleza!
A Ópera de Arame de Curitiba impressiona pela beleza!

Depois de explorar o Parque Tanguá, é hora de explorar outra atração curitibana: a Ópera de Arame.

A Ópera de Arame fica a pouco mais de 1 km do Parque Tanguá. Mesmo sem ver nenhum show ou espetáculo nesse lugar incrível, dá para se admirar com a arquitetura inovadora do local, feita quase que inteira em ferro.

Parque Tanguá

Rua Oswaldo Maciel, 97 – Taboão

Ópera de Arame

R. João Gava, 970 – Abranches

Curitiba vista a partir da Torre Panorâmica.
Curitiba vista a partir da Torre Panorâmica.

Domingo - noite - Torre Panorâmica

Para começar a se despedir de Curitiba, que tal ver a cidade a partir de uma torre panorâmica com quase 110 metros de altura, que oferece uma visão de 360°?

São pouco mais de 6km da Ópera de Arame até a Torre Panorâmica.

Ela fica no bairro das Mercês, uma das regiões mais altas da cidade – o que contribui com a vista.

A Torre Panorâmica fica aberta até às 18h30 aos domingos.

Torre Panorâmica

Rua Prof. Lycio Grein de Castro Vellozo, 191 – Mercês

Jantar no BarBaran

O BarBaran é um bar ucraniano perfeito para encerrar sua viagem até Curitiba.

Ele também homenageia uma das culturas que foram formadoras da cidade e serve sanduíches e bebidas típicos do Leste Europeu.

Na casa, dá para encontrar sabores como a Borscht, sopa à base de beterraba, repolho e costelinha, e os Holoptchi, charutos de repolho recheados com trigo. O destaque da casa vai para os Varenekes, versão ucraniana do pierogi polonês.

O BarBaran é considerado uma das melhores opções de bar da cidade e aos domingos ele fica aberto até as 22h.

BarBaran

Alameda Augusto Stellfeld, 799 – Centro, Curitiba

Vai com Multiplus

Gostou de descobrir o que fazer em um fim de semana em Curitiba? Aproveite para descobrir outros restaurantes incríveis que ficam na cidade.