DICAS DE VIAGEM

5 festas para comemorar o Dia da Bastilha

No dia 14 de julho de 1789, a prisão francesa conhecida como Bastilha foi invadida e desativada pelos antigos parisienses, em um ato que marcou o início da Revolução Francesa.

Além da importância histórica, o 14 de julho marca as festividades relacionadas ao amor à pátria, com direito a desfiles militares, festivais gastronômicos e até uma curiosa corrida de barris.

Se você quer participar dessa importante festa francesa, descubra aqui 5 destinos para comemorar a Tomada da Bastilha!

Em Paris, o desfile de Dia da Bastilha inclui espetáculos da aeronáutica.
Em Paris, o desfile de Dia da Bastilha inclui espetáculos da aeronáutica.

Paris

É óbvio que Paris, a capital da França, é palco de uma das maiores celebrações do Dia da Bastilha.

Todo ano, no 14 de julho, a cidade se enche de turistas e de moradores locais que querem acompanhar de perto a festa nacional francesa.

Desfile Militar

Na cidade, é possível acompanhar uma parada militar que percorre toda a Champs Elysée, a principal avenida local, que é toda decorada de vermelho, branco e azul.

Com a presença de autoridades mundiais e do presidente da França, há ainda uma grande exibição de acrobacias feita pela aeronáutica do país.

Bailes dos Bombeiros

O Baile dos Bombeiros acontece todo 14 de julho, desde 1937.

Nesse ano, uma pequena corporação, localizada no bairro boêmio de Montmartre, abriu seu espaço para que os moradores locais pudessem conhecer o quartel e se enturmar com os soldados.

A iniciativa virou tradição e, hoje, todos os quartéis do corpo de bombeiros abrem suas portas, na data, para que possam ser visitados pelos curiosos.

Em alguns dos quartéis, acontecem competições de ginástica e jogos atléticos e, em outros, é possível dançar diferentes ritmos musicais.

O que vale é se enturmar e se divertir bastante em um espaço tão inusitado quanto esse.

Fogos de artifício na Torre Eiffel

Fogos de artifício são uma parte importante de todo Dia da Bastilha.

Para celebrar a data, a cidade de Paris organiza um festival pirotécnico que dura de 30 a 40 minutos.

Os fogos são disparados nos arredores da Torre Eiffel, nos jardins do Trocadero ou a partir da própria torre. Quem quer ter uma vista privilegiada do show, deve chegar cedo ao Champs de Mars e aguardar pacientemente para ter uma noite mágica.

Lyon, na França.
Lyon, na França.

Lyon

Lyon é a capital gastronômica da França e uma das cidades mais ligadas ao audiovisual do país. Foi lá, por exemplo, que o cinema foi inventado pelos irmãos Lumière.

O Dia da Bastilha em Lyon costuma ser temático, com diferentes assuntos selecionados todos os anos para serem apresentados ao público.

Por conta disso, na queima de fogos de artifício, tanto fogos quanto projeções holográficas e jogos de luzes contam uma história cheia de surpresas, sempre relacionada ao tema do ano.

Em 2018, o homenageado no Dia da Bastilha de Lyon são os “Les maîtres de la lumière”, “os mestres da luz”, em tradução livre. O objetivo é recontar parte da história dos países líderes na arte da pirotecnia, como a França, a China, o Japão e os Estados Unidos.

Fora da França

Você achou que o Dia da Bastilha só era celebrado na França? Achou errado!

Em várias cidades e países com uma grande concentração de franceses e seus descentes também rolam celebrações imperdíveis.

A corrida de barris de Franschhoek é super engraçada. Foto: Divulgação.
A corrida de barris de Franschhoek é super engraçada. Foto: Divulgação.

Franschhoek

A celebração mais legal do Dia da Bastilha fora da França acontece em Franschhoek, uma cidade localizada a cerca de 50 quilômetros da Cidade do Cabo, na África do Sul.

Franschhoek é conhecida por abrigar uma grande população de franceses.

Além disso, a cidade é um local que produz alguns dos melhores vinhos da África do Sul.

Por lá, o Dia da Bastilha é celebrado com um festival de comida, onde os visitantes podem experimentar diferentes queijos e vinhos. Além disso, a cidade ainda realiza uma pequena corrida e um campeonato de boliche para quem quiser celebrar.

Para coroar a data, acontece uma curiosa corrida de barris de vinho. A dupla que conseguir empurrar um barril mais rápido até a linha de chegada vence.

Nova Orleans: cultura e comida.
Nova Orleans: cultura e comida.

Nova Orleans

Nova Orleans, que recentemente completou 300 anos, é uma das cidades mais francesas dos Estados Unidos.

Nova Orleans é tão francesa que tem um bairro inteiro chamado de “Quarteirão Francês”, ou “French Quartier”, em inglês.

 

Para celebrar o Dia da Bastilha na cidade, o jeito é correr para essa região.

Na tradição de NoLa, como a cidade é chamada carinhosamente, há uma competição para decidir qual é o “Cachorro mais Francês”, na qual cachorros fantasiados e desfilam para um grupo de jurados. O animal que estiver melhor fantasiado ganha o título de rei da festa e os lucros da competição são direcionados para abrigos de animais locais.

O Opera House.
O Opera House.

Autrália

Sydney e de Melbourne, na Austrália, também celebram o Dia da Bastilha.

Na cidades, o foco é a gastronomia francesa e a cultura do país. Há shows de música, exibição de filmes de diretores do país e até um “Domo do Queijo”, que só serve laticínios.

Para os mais interessados, ainda acontecem aulas de culinária, que ensinam a fazer sobremesas como o creme brulée.

#VaiComMultiplus

Gostou de descobrir como os franceses e seus descendentes espalhados pelo mundo celebram o Dia da Bastilha? Então, junte pontos Multiplus e comece a se planejar para estar no país durante as celebrações do ano que vem.