DICAS DE VIAGEM

10 comidas do Norte do Brasil que todo mundo precisa provar

O Brasil é tão rico em culturas regionais que cada estado e região tem suas particularidades culinárias. No Norte, não é diferente. A abundância de produtos singulares e a influência das culturas indígena, africana e europeia produzem sabores e aromas únicos.

Descubra os produtos e pratos do Norte que todo mundo deve provar ao menos uma vez na vida!

Para começo de conversa

A mandioca é um dos principais produtos da culinária do Norte, e dá origem ao tucupi, à maniva e à tapioca, por exemplo. O tucupi é um caldo de cor amarela e sabor muito particular, extraído da mandioca brava e utilizado em pratos como o pato no tucupi.

Maniva são as folhas da mandioca trituradas, que devem cozinhar por cerca de sete dias para se tornarem consumíveis. Antes disso, elas são tóxicas. Com ela, faz-se a maniçoba.

A farinha de tapioca, bem com a castanha do Pará, ou castanha do Brasil, são ingredientes típicos do Norte, mas utilizados em culinárias de várias regiões do Brasil. As folhas de jambu, no entanto, são pouco conhecidas no restante do país, bem como seu inusitado efeito de “adormecer” a boca, e compõem muitos pratos do Norte.

O pirarucu mais comum é o seco.
O pirarucu mais comum é o seco.

1. Peixes

No Norte, o forte são os peixes de água doce. Alguns deles só são encontrados nessa região, como o filhote.

Para conhecer as iguarias, vale provar pratos como pirarucu à casaca, caldeirada de tucunaré e costela de tambaqui.

Cupuaçu: uma fruta surpreendente.
Cupuaçu: uma fruta surpreendente.

2. Frutas

Como os peixes, as frutas do Norte são produtos especiais que só dá para encontrar por lá.

Cupuaçu, buriti, graviola, tucumã, bacuri, guaraná e o mundialmente conhecido açaí dão origem a deliciosas sobremesas.

Um dos pratos mais emblemáticos do Norte.
Um dos pratos mais emblemáticos do Norte.

3. Pato no Tucupi

O emblemático prato paraense é um cozido de coxa de pato no tucupi com jambu.

Normalmente é servido com arroz branco e farinha d’água (um tipo de farinha de mandioca).

A maniva deve ser cozida por sete dias antes de ser consumida.
A maniva deve ser cozida por sete dias antes de ser consumida.

4. Maniçoba

Parecida com a feijoada, a maniçoba leva diversos cortes e embutidos de porco, carne bovina e a maniva no lugar do feijão.

O prato é uma iguaria, que normalmente é servida com arroz, farinha e pimenta, e pode até virar recheio de bolinho frito.

Paraense X Baiano: qual é o seu vatapá favorito?
Paraense X Baiano: qual é o seu vatapá favorito?

5. Vatapá

Como a moqueca, o vatapá tem diferentes versões pelo Brasil. Esse cozido à base de camarão seco e temperos como azeite de dendê e coentro, na versão baiana, leva leite de coco e castanhas de caju trituradas.

Já o vatapá paraense leva tucupi e jambu.

Tacacá autêntico tem que ser na cuia.
Tacacá autêntico tem que ser na cuia.

6. Tacacá

Esse saboroso e típico caldo é a quintessência da culinária do Norte brasileiro. Leva camarão, tucupi, jambu, temperos e é engrossado com goma de tapioca.

Para completar, deve ser servido em uma cuia.

O tucupi é base para muitos pratos do Norte.
O tucupi é base para muitos pratos do Norte.

7. Damorida

A damorida é um cozido de origem indígena, e pode levar peixe ou qualquer outra carne como base.

Usa-se tucupi e goma de tapioca para o caldo, e o segredo são as pimentas servidas à parte: jiquitaia e malagueta.

Camarão seco: um ingrediente importante da culinária do Norte.
Camarão seco: um ingrediente importante da culinária do Norte.

8. Arroz Paraense

Como não poderia deixar de ser, um dos pratos típicos tem o arroz como base.

Para complementá-lo, entram em cena camarão seco, jambu e tucupi, que formam um prato caudaloso e cheio de aromas do Norte.

9. Unha de Caranguejo

Espécie de coxinha, esse salgado leva tucupi na massa, no lugar do caldo de frango tradicional, e carne de caranguejo e jambu no recheio, no lugar do peito de frango desfiado.

Empanado e frito, é a maneira perfeita de se iniciar uma refeição típica.

 

 

10. Biscoito Monteiro Lopes

Para acompanhar o café, o biscoito Monteiro Lopes é a pedida ideal.

Feito com manteiga, farinha de trigo, achocolatado e açúcar, ele leva esse nome por ter sido criado por um casal que viveu uma história à la Romeu e Julieta, mas com final feliz, bem no coração do Norte: em Belém do Pará.

Para provar essas e outras delícias, cadastre-se na Multiplus, comece a juntar pontos e planeje sua próxima aventura. #VaiComMultiplus!